Fish

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

COMO PREVINIR A QUEDA EM IDOSOS


Além de mudanças em atitudes diárias é importante que os mais velhos encontrem simplicidade em seus lares.
O avanço da idade, sem dúvida, traz limitações físicas que devem ser monitoradas de perto a fim de garantir a qualidade de vida do idoso. Nessa fase, nenhum local possui total segurança, nem mesmo a própria casa.
Para facilitar o convívio e garantir uma vida longe dos acidentes, pequenas mudanças no dia a dia devem ser aplicadas. A gerontóloga Sandra Regina Gomes afirma que é dentro de casa onde acontecem 70% dos acidentes e, portanto, algumas medidas preventivas precisam ser tomadas.

"Remova mesas de centro e outros móveis dos locais de passagem, retire tapetes soltos, pois eles causam facilmente a queda, melhore a iluminação do ambiente, a luz deve ser sempre difundida por toda a casa e não localizada, deixe os utensílios de uso constante em locais de fácil acesso e coloque protetores nas quinas dos móveis", enumera Sandra.

Outro fator importante é incentivar o idoso a realizar atividades físicas. Além de aumentar o convívio social, por meio delas, é possível fortalecer a musculatura do corpo e evitar futuros tombos. "Para aqueles que têm labirintite ou tonturas constantes, é importante que todos os cômodos da casa tenham corrimão de apoio", alerta a especialista.
Segundo dados da Secretária da Saúde do Estado de São Paulo, em 2008, 30% dos paulistas com mais de 60 anos foram internados em decorrência de uma queda, portanto, aqui vale a máxima de que prevenir é o melhor remédio.
VivaSaúde separou algumas dicas, contidas no Guia de Prevenção: Riscos domésticos para idosos, feito pela Fundação Mapfre. Veja o que fazer para evitar futuras quedas:

Para subir e descer escadas:
- Sempre que existirem corrimões e suportes, apoie-se neles;
- O risco é menor se subir ou descer em diagonal;
- Ao subir o degrau, incline o tronco para frente; ao descer, evite inclinar a cabeça e o tronco para trás;
- O peso do corpo recai sempre sobre a perna que se encontra mais à frente; o mais seguro é adiantar primeiro a perna mais ágil para subir e a menos ágil ao descer.

Ao utilizar o banheiro:
- Se houver barras de apoio, utilize-as sempre, lembrando que elas precisam ser fixadas ao tijolo e não ao azulejo;
- Evite o uso de banheiras;
- É importante não caminhar descalço e utilizar sempre calçado antiderrapante.

Para sentar-se e levantar-se:
- Para sentar-se em uma cadeira ou poltrona, coloque-se de costas para o assento sentindo-o nas pernas e ajudando com os braços para realizar o movimento.
- Para levantar-se, coloque-se na beira do assento empurrando com os ombros e os braços para facilitar o movimento para frente.

Para deitar-se na cama:
- Coloque-se de costas para ela, perto do travesseiro, e sente-se.
- Incline lateralmente o tronco até apoiar a cabeça no travesseiro; levantando primeiro a perna mais próxima da cama.
- Para que não exista o risco de tombos durante o sono, recomenda-se a colocação de barras laterais em ambos os lados ou encostar a cama a uma parede e instalar uma barra do outro lado.

Para levantar-se da cama:

- Deverá colocar-se primeiro de barriga para cima.
- Dê início ao movimento incorporando o pescoço e a cabeça, aproximando o queixo do peito e logo a seguir os ombros, enquanto apoia os cotovelos e as palmas das mãos sobre a cama.
- Em seguida, tire a perna mais próxima da beirada da cama enquanto faz um movimento de rotação sobre as nádegas e acaba de elevar o tronco até ficar sentado.

Por Priscila Moreira,Revista Viva Saúde de 13/07/2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário